terça-feira, 10 de maio de 2016

Policia Federal deflagra Operação “Lama Asfáltica” em várias cidades e em Tanabi

Renan Contrera
Foto: Enviado por Leitor
PF em Tanabi
Nesta terça-feira a Policia Federal deflagrou a Operação “Lama Asfáltica”, que apura desvio de recursos públicos federais, por meio de obras de pavimentação de rodovias, construção, prestação de serviços nas áreas de informática e gráfica. Escritório em Tanabi foi visitado pelos Policiais Federais, agentes da Controladoria Geral da União e da Receita Federal.

Os Policiais Federais e os agentes da Controladoria Geral da União e da Receita Federal cumprem 67 mandadas judiciais, tendo 28 de busca e apreensão, 15 com prisão temporária e 24 de sequestro de bens dos investigados. Está é segunda fase da Operação Lama Asfáltica, que ocorre nos Estado do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná. E Tanabi foi uma das cidades que os agentes realizaram a operação.

A Operação teve inicio em 2013, onde foi constatada existência de um grupe que por meio de empresas em nome próprio ou de terceiros desviando recursos públicos com superfaturamento de obras. O grupo ainda atuava com a prática de corrupção de servidores públicos e fraudes em licitações, ocasionando desvios de recursos públicos.

Nesta segunda fase da operação, após análise dos materiais apreendidos na primeira em fiscalizações realizadas pela CGU e da Receita Federal, verificou-se fortes indícios da prática dos crimes de lavagem de dinheiro. Inclusive esses crimes eram decorrentes de desvio de recursos públicos federais e provenientes de corrupção passiva, com utilização de mecanismos para ocultação de tais valores, como aquisição de bens em nome de terceiros e saques em espécie.

TANABI
Os agentes da Policia Federal, da Controladoria Geral da União e da Receita Federal estiveram na cidade por volta das 06h30 da manhã em um escritório de terraplanagem e na casa do proprietário do escritório, documentos e outros foram levados pelos agentes.

O proprietário do escritório foi levado para a Delegacia da Policia Federal em São José do Rio Preto/SP, não sabe ainda se será ouvido em Rio Preto ou na Superintendência da PF, em Campo Grande/MS.

Os bens materiais apreendidos na segunda fase da operação serão encaminhados para Campo Grande.

A QUALQUER MOMENTO MAIS INFORMAÇÕES
Fontes: Policia Federal