domingo, 18 de setembro de 2011

Base Aérea dos Afonsos celebra 115 anos do nascimento do Patrono da FAB.

Renan Contrera 
renancontrera@hotmail.com


                               Fotos:Divulgação/Força Aérea Brasileira

A Base Aérea dos Afonsos (RJ) celebrou, na sexta-feira (16/9), os 115 anos do nascimento do Marechal do Ar Eduardo Gomes, Patrono da Força Aérea Brasileira (FAB). Na cerimônia, o Comandante da Aeronáutica, Tenente Brigadeiro do Ar Juniti Saito, ressaltou a contribuição de Eduardo Gomes para a Aeronáutica em relação a modernização das aeronaves e na integração nacional do País.
“Sob sua regência, a indústria aeronáutica brasileira começou a ganhar asas”, disse o Brigadeiro Saito referindo-se a autorização dada por Eduardo Gomes para execução do projeto IPD 6504 Bandeirante em 1965, considerado o embrião da Embraer. "De sua visão de País brotaram as linhas áreas que subiram as cabeceiras dos rios", complementou o Comandante da Aeronáutica, referindo-se à participação do Marechal Eduardo Gomes na criação do Correio Aéreo Nacional. 
Memória
Dentre os convidados, estava um dos militares que tiveram contato com Eduardo Gomes. Severino Gurjão de Holanda, 94 anos, servia na Base Aérea de Fortaleza como soldado convocado para a guerra em 1942 quando conheceu o Marechal do Ar. De acordo com o ex-soldado, o Patrono da FAB costumava chegar de surpresa à base aérea conduzindo, ele mesmo, o avião e fazia a retirada das faltas na educação física. “Ele era um homem honesto, rígido e muito sincero”, recorda Holanda.
Exposição
O Marechal Eduardo Gomes (1896-1981) foi aviador, militar e político. Comandou o Grupo Misto de Aviação de onde partiu o avião que realizou a primeira linha do Correio Aéreo Nacional (CAN), que em 2011 comemora 80 anos de atividades. A exposição “Um herói chamado Eduardo Gomes”, montada especialmente para o evento, contou a história e a contribuição do Marechal do Ar para a estruturação e crescimento da Força Aérea Brasileira.
De acordo com o organizador, Major Aviador Sérgio Aragão Amiune, o acervo resgata as fases da carreira do Marechal do Ar, que as vezes se confunde com a própria história da FAB. A mostra, pertencente ao Museu Aeroespacial, é composta por documentos, imagens, uniformes, condecorações e objetos pessoais.
O avião K-263 Curtiss Fledgling, que deu início as atividades do Correio Aéreo Nacional, e o carro Itamaratí Executivo 1967 utilizado por Eduardo Gomes quando Ministro da Aeronáutica foram expostos durante o evento.
Na cerimônia, seis aeronaves sobrevoaram a Base Aérea dos Afonsos. O Comandante da Aeronáutica depositou flores no busto do Patrono da FAB.  O desfile militar da tropa encerrou a solenidade.  
Fonte: Agência Força Aérea