domingo, 13 de maio de 2012

Serie de Reportagem: Tire suas duvidas sobre a Esquadrilha da Fumaça Parte I.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


Tire suas duvidas sobre a Esquadrilha da Fumaça Parte I.





Como solicitar uma demonstração da Esquadrilha da Fumaça?


Para solicitar uma demonstração é necessário enviar um pedido ao Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER) com antecedência mínima de 4 meses, mencionando nome, endereço, data do evento, telefone para contato e público estimado. Recomenda-se estipular outras datas para a demonstração, tendo em vista uma impossibilidade do atendimento na data solicitada.
Após a deliberação da previsão da agenda de demonstrações realizada pelo Comando da Aeronáutica, o CECOMSAER confirmará junto ao solicitante, com antecedência de 30 dias do evento solicitado, se o pedido foi, ou não, aprovado.
As exibições da Esquadrilha da Fumaça são apresentações públicas, GRATUITAS, de caráter institucional, não cabendo, portanto, veiculações com propósito comercial ou de propaganda político-partidária.
As demonstrações da Esquadrilha da Fumaça acontecem de 1º de março a 16 de dezembro de cada ano. O período de 17 de dezembro a 28 de fevereiro é reservado para as férias dos seus integrantes, bem como para treinamento dos pilotos.
Veja mais detalhes em “Como solicitar uma demonstração”.

Como é definida a agenda de demonstrações da Esquadrilha da Fumaça?


As demonstrações do EDA são definidas, normalmente, com um mês de antecedência, pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica. Para tanto, são analisados diversos fatores, tais como:
  • Importância do evento no cenário nacional/internacional;
  • Público estimado durante a apresentação; e
  • Possibilidade logística de atendimento avaliada pelos seguintes critérios:
  1. Localidades próximas com eventos programados para períodos similares; e
  2. Planejamento de consumo da dotação de horas de vôo alocadas ao EDA pelo Comando da Aeronáutica no ano corrente, considerando os Circuitos Norte, Nordeste e Sudeste e os grandes eventos nacionais normalmente atendidos, como, por exemplo, o 7 de Setembro
    .

Como é produzida a fumaça?


A fumaça produzida pela Esquadrilha da Fumaça trata-se de um óleo lubrificante. O piloto aciona um botão específico em sua nacele. Nesse momento, o óleo, acondicionado num tanque especial, é injetado no escapamento direito da aeronave. Em contato com o escapamento, que está quente, o óleo se transforma em fumaça

Como é feita a fumaça colorida?


A mistura que origina a fumaça colorida é feita do habitual óleo utilizado nas demonstrações, adicionado de corante e solvente. A formulação para as 3 cores foi desenvolvida pelo Centro Logístico da Aeronáutica (CELOG) mas, atualmente, o responsável pela produção da mistura é o Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa (PAMA-LS).
Quando o Esquadrão de Demonstração Aérea recebe o preparado, os mecânicos abastecem o tanque de óleo da aeronave como se fosse realizar uma demonstração tradicional. No entanto, o grande envolvimento da equipe incide em preparar a aeronave para que o corante da mistura não se fixe à sua pintura. Deste modo, os T-27 recebem uma pasta de polimento antes e são lavadas logo após o voo comemorativo.

É possível realizar uma demonstração tradicional com fumaça colorida?


Não. O principal motivo deve-se ao fato de que, durante a demonstração, o corante da fumaça iria fixar-se no canopi da própria aeronave que a acionou, prejudicando a visualização dos pilotos. Além disso, a fumaça colorida dissipa mais rapidamente do que a branca.
Assim, por questões logísticas e de segurança, a fumaça colorida só é utilizada em desfiles aéreos, mais usualmente no Dia da Independência.

A Esquadrilha da Fumaça ministra palestras?


A missão da Esquadrilha da Fumaça é realizar demonstrações aéreas. Por isso, as palestras são autorizadas, conforme a disponibilidade de agenda do Esquadrão, com o intuito de divulgar a Força Aérea Brasileira. A palestra, ministrada por um dos pilotos da Esquadrilha da Fumaça, é gratuita, de caráter institucional e motivacional, não devendo haver, portanto, cobrança para as pessoas presentes.
O órgão responsável por autorizar a palestra do EDA é o Centro de Comunicação da Aeronáutica, localizado em Brasília / DF.
A solicitação pode ser feita por meio do envio de um documento contendo:
  • Motivo da solicitação;
  • Data do evento (como sugestão, informar datas alternativas para facilitar o agendamento da palestra);
  • Composição da audiência e quantidade de pessoas estimada;
  • Outras informações que julgar necessário;
  • Dados para contato: Nome, Endereço completo (rua, número, bairro, cidade, UF, CEP), telefone, telefone celular, FAX e e-mail;


Como realizar uma matéria jornalística com a Esquadrilha da Fumaça?


Em demonstrações, a equipe responsável pela Comunicação Social da Esquadrilha da Fumaça atende às solicitações da imprensa in locu, logo após o pouso na localidade ou após o voo realizado, com a finalidade de divulgar àquela demonstração.
Para a confecção de matérias com mais detalhes, é preciso fazer uma solicitação para que o órgão de imprensa se desloque até a sede da Esquadrilha da Fumaça. A solicitação é encaminhada ao Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), órgão responsável por autorizar o pedido. A solicitação precisa conter:
  • Pauta da matéria;
  • Outras informações que julgar necessário;
  • Dados para contato: Nome, Endereço completo (rua, número, bairro, cidade, UF, CEP), telefone, telefone celular, FAX e e-mail;
  • Comprometer-se a enviar uma cópia física do material quando da publicação de interesse do Esquadrão.
Após despacho do CECOMSAER, a Esquadrilha da Fumaça contata o solicitante.

Quem voa durante uma demonstração?


Por motivos de segurança, durante uma demonstração, o piloto voa sozinho na aeronave. Quando a aeronave está sendo utilizada para deslocamentos, onde não ocorrem manobras, normalmente, o Anjo da Guarda acompanha o piloto, posicionado no assento traseiro.

Eu posso voar nas aeronaves da Esquadrilha da Fumaça?


Infelizmente os voos de pessoas não envolvidas com a atividade do EDA não estão autorizados.
Além de outros aspectos do nosso voo, a aeronave T-27 Tucano possui assentos ejetáveis, o que requer conhecimento e treinamento específicos.
Por vezes, é autorizado pelo Centro de Comunicação Social da Aeronáutica que personalidades realizem um voo de treinamento, de maneira que o Esquadrão conquiste espaço na mídia e retorno em termos de imagem institucional, divulgando não somente o seu trabalho, mas a Força Aérea Brasileira.
Vale ressaltar, ainda, que os envolvidos precisam estar em perfeitas condições de saúde e dentro dos parâmetros exigidos pelo fabricante do assento ejetável que equipa a aeronave T-27 Tucano, bem como recebem um briefing cuidadoso de uso do equipamento, observando as normas de segurança sempre presentes no Esquadrão.

Como funciona o sistema de escrita da Esquadrilha da Fumaça?


A escrita com fumaça, desenvolvida por um dos Anjos de Guarda da Esquadrilha da Fumaça, se processa da seguinte forma:
  • As sete aeronaves T-27 Tucano, em formatura linha de frente (uma ao lado da outra), realizam um voo em velocidade constante (330 km/h), a uma altura de 10 mil pés;
  • Cada avião é programado para fazer uma sequência de traços. A partir do momento em que o líder comanda o início, todos os pilotos acionam simultaneamente o botão para iniciar a escrita;
  • Depois desse comando, tudo ocorre de forma automática.
É interessante ressaltar que toda a escrita é programada com antecedência por meio de um sistema computacional, bem como são instalados em cada aeronave um “Controlador Lógico Programável”, que funciona como um temporizador com precisão de milisegundos.
O sistema permite que seja escrita qualquer frase, no entanto devido à dispersão natural da fumaça na atmosfera, frase muitos extensas podem ter sua clareza comprometida.

Quais são as frases que a Esquadrilha da Fumaça escreve nos céus?

As palavras e frases escritas com fumaça são mensagens institucionais para homenagear datas festivas, eventos, cidades, personalidades. São exemplos de frases já realizadas: “14 Bis – 100 anos”, “Mulher na FAB – 25 anos”, “Chile – Brasil”, dentre outras

Fonte: Esquadrilha da Fumaça