terça-feira, 3 de julho de 2012

Brasilienses aplaudem show da Fumaça na cerimônia de troca da Bandeira

Renan Contrera 
renancontrera@hotmail.com

                                                                                   Fotos: Agencia Força Aérea/Sgt Rezende

Os brasilenses aproveitaram o domingo (1/7) de sol para assistirem ao espetáculo da Esquadrilha da Fumaça na Praça dos Três Poderes. O show iniciou logo após a cerimônia da troca da Bandeira Nacional, que ficou sob a responsabilidade do Comando da Aeronáutica (COMAER), e foi organizada pelo Sexto Comando Aéreo Regional (VI COMAR). 

Câmeras fotográficas, filmadoras, celulares e tablets apontavam para o céu para acompanhar as manobras das sete aeronaves T-27 Tucano. Já na primeira manobra as aeronaves ‘pintaram’ o céu a três mil metros de altura. 

Valéria Castro, potiguara radicada em Brasília, levou a filha de dois anos para ver o show. Durante o evento ela ligou para o pai, que está em Natal (RN) para descrever a sensação daquele momento. “É um momento único, uma sensação cívica indescritível”, relatou para o pai direto da capital federal. 

O brasiliense Gian Carlo Zuliani levou os filhos Henrique, 5 anos, e Betina, 3 anos. Vestindo camiseta e boné alusivas a Esquadrilha, o menino já acompanhou várias apresentações do grupo em cidades próximas e também em Pirassununga, sede da Fumaça. Para o pai, que gostaria de ver os filhos estudando em colégio militar, eventos cívicos, como a troca da Bandeira e Dia da Independência, é uma maneira de aproximar as crianças com este mundo.
photo


Antes da última manobra, o Tenente-Coronel-Aviador Wagner de Almeida Esteves, líder da Fumaça, falou direto do número um, com o público. Ao desenhar um coração, envolvendo a Bandeira Nacional, a Esquadrilha prestou uma homenagem aos profissionais que dedicam a vida e a arte de voar. Em julho é celebrado o nascimento de Alberto Santos Dumont, Patrono da Aeronáutica. O mineiro nascido em Fazenda Cabangu entrou para a história ao fazer voar o 14 BIS, que mais tarde deu origem a uma das mais importantes inovações do século XX, o avião.

Fumacinha - Além do show no céu, a Praça dos Três Poderes recebeu atrações para as crianças. O personagem ‘Fumacinha’, que utiliza uniforme semelhante ao dos pilotos da Fumaça, fez a alegria da garotada. Ele tirou fotos e distribuiu livros de histórias em quadrinhos. 

Reabilitação – Doze pacientes do Hospital Sarah Kubitschek e seus familiares também acompanharam o evento. Eles fazem parte do Programa de Humanização da instituição, que desde janeiro deste ano leva pacientes em processo de recuperação para assistirem todos os meses a troca da Bandeira Nacional. Segundo um dos coordenadores do programa, o psicólogo Ygor Lustosa, esta é uma oportunidade para os pacientes se reintegrarem a comunidade. “A maioria não é de Brasília. Além de conhecerem um pouco da cidade, é uma oportunidade deles estarem em contato com os outros em público, perceberem que são capazes de fazer tudo o que quiserem”, avalia o coordenador.

photo

Troca da Bandeira - A cerimônia da troca da Bandeira Nacional é realizada todo o primeiro domingo do mês pelas Forças Armadas e do Governo do Distrito Federal. O Hino Nacional é cantado durante o hasteamento da nova bandeira, que mede 186 m2 e é presa a um mastro formado por 24 hastes metálicas. A antiga é retirada somente quando a nova chega ao topo do mastro, a 100 metros do chão. Uma salva de 21 tiros foi realizada pelo 32º Grupo de Artilharia de Campanha do Exército Brasileiro, Bateria Caiena.

Duas aeronaves de caça Mirage F-2000 realizaram sobrevoo na Esplanada durante a solenidade. No momento da passagem, uma onda de choque causou danos às vidraças de alguns órgãos públicos. De acordo com a Nota Oficial divulgada pelo Centro de Comunicação da Aeronáutica, o Comando da Aeronáutica já iniciou a apuração das circunstâncias do fato e irá ressarcir os prejuízos decorrentes.


Fonte: Agência Força Aérea