quinta-feira, 23 de agosto de 2012

ÁGATA 5 - FAB emprega óculos de visão noturna na região de Maringá (PR)

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


A escuridão da noite de Maringá não tem sido empecilho para atuação dos militares da Força Aérea Brasileira. Partindo da Base Aérea Desdobrada que foi montada na cidade para a Operação Ágata 5, militares dos Batalhões de Infantaria de Aeronáutica de Santa Maria e de Florianópolis têm cumprido missões com o uso de óculos de visão noturna (NVG). As ações são realizadas com o apoio de um helicóptero H1-H, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAV – Esquadrão Pelicano).
                                                                            Foto: Agencia Força Aérea 
“Sem dúvida o NVG aumenta a operacionalidade do esquadrão. Com ele, podemos cumprir qualquer tipo de missão que faríamos no período diurno. Podemos fazer infiltração e exfiltração de tropas, resgate em combate, emprego armado para ataque e traslado da aeronave”, destaca o Tenente Aviador Luciano Rodrigues, do 2º/10º GAV.
O NVG é uma ferramenta que permite diversos tipos de missões operacionais, desde uma infiltração e exfiltração de tropa, resgate em combate e também o traslado da aeronave de uma localidade para outra. Com a utilização do NVG é possível o deslocamento no período noturno.
“Não deixa de ser um treinamento próximo do real porque operamos com aeronaves, realizamos embarque e desembarque e fazemos o reconhecimento das áreas”, explica o Sargento Marcus Menoru Maki, integrante Batalhões de Infantaria de Aeronáutica de Santa Maria.

Fonte: Agência Força Aérea