domingo, 26 de maio de 2013

ÁGATA 7 - Operação muda rotina do Destacamento de São Gabriel da Cachoeira (AM)

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

A Operação Ágata 7, deflagrada pelo Ministério da Defesa no sábado (18/5), mudou o dia a dia do Destacamento de Aeronáutica de São Gabriel da Cachoeira (DASG), localizado a 850 quilômetros de Manaus. A unidade serve como base de apoio fornecendo toda infraestrutura necessária para os militares dos vários esquadrões da Força Aérea Brasileira (FAB) envolvidos na missão na região norte do país.
Uma das mudanças no destacamento já é visível na pista. Aeronaves de seis esquadrões estão posicionadas e de prontidão para um eventual acionamento. São aviões de caça A-29 Super Tucano, de reconhecimento, transporte, além de helicópteros. E não para por aí. Com este desdobramento, o efetivo da DASG, composto por 37 militares, recebeu temporariamente mais 202 pessoas, passando a um total de 239. A Unidade Celular de Intendência (UCI) de Manaus está prestando apoio ao rancho, onde são servidas 750 refeições diárias. Além disso, instalou barracas de campanha para acomodar os militares.
“Houve um grande trabalho de planejamento para atender esse aumento de demanda. Criamos uma infraestrutura para oferecer as melhores condições possíveis tanto operacionais quanto de conforto”, explica o comandante do destacamento, Tenente Álvaro Cabral Junior. “Disponibilizamos até uma linha de internet para que os militares possam entrar em contato com os familiares”, complementa o oficial.
Além dos esquadrões aéreos, outras unidades estão desdobradas no destacamento em São Gabriel da Cachoeira. O Batalhão de Infantaria de Aeronáutica Especial de Manaus (BINFAE-MN) está responsável pela segurança de aeródromos e o BINFAE Campo dos Afonsos (RJ) trouxe um efetivo para atuar como bombeiros. Estão presentes ainda militares do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1o GCC) e do Centro de Computação da Aeronáutica (CCA) de Brasília e Rio de Janeiro.


Fonte: Agência Força Aérea