terça-feira, 4 de junho de 2013

ÁGATA 7 - FAB transporta fiscais da ANAC para inspeção de aeronaves civis ao longo da fronteira

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

A Força Aérea Brasileira (FAB) transporta fiscais da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para realização de inspeções durante a sétima edição da Ágata 7, operação coordenada pelo Ministério da Defesa que atua há mais de duas semanas na região de fronteira de norte a sul do país. A bordo de aeronaves militares, os fiscais percorrem diversos aeródromos para verificar a adequação das aeronaves civis à legislação, além da estrutura das instalações de atendimento aos passageiros. “O apoio da FAB permite que a ANAC chegue às localidades mais remotas do território brasileiro”, declarou um dos fiscais ao desembarcar na Base Aérea de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Segundo a ANAC, os interesses diversos que se acumulam nas regiões de fronteira demandam uma atenção especial de fiscalização e atuação conjunta dos órgãos do Estado para manter a segurança da aviação civil no nível aceitável.
Apenas na semana passada, as ações da ANAC resultaram na interdição de cinco aviões em aeródromos de Roraima e em notificações de condição irregular de três aeronaves no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, todas por não apresentarem a documentação exigida. No Rio Grande do Sul, as condições climáticas dificultam o acesso aos aeródromos. Mesmo assim, três das cinco aeronaves vistoriadas foram notificadas, também por falta de documentação.
Além do apoio de transporte, a FAB disponibiliza militares para garantir a segurança dos fiscais. A Operação Ágata 7 faz parte das ações do Plano Estratégico de Fronteiras e está sendo realizada em toda extensão da fronteira brasileira com dez países sul-americanos. Militares das Forças Armadas e mais 20 órgãos governamentais realizam ações de vigilância e combate a crimes como tráfico de armas, narcotráfico e contrabando de veículos.

Fonte: ACS COMAR 5