sexta-feira, 28 de junho de 2013

"Fizemos grandes missões em prol da vida", diz veterano homenageado

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

A Base Aérea de Campo Grande (BACG) celebrou nesta quarta-feira (26/06) o Dia da Aviação de Busca e Salvamento com uma cerimônia que encerrou também a XXV Reunião de Aviação de Asas Rotativas (RAAR), evento que reuniu esquadrões de helicópteros da Força Aérea Brasileira.
Presidida pelo Comandante do Comando-Geral de Operações Aéreas (COMGAR), Tenente Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, a solenidade foi marcada pela homenagem ao veterano do Esquadrão Pelicano, suboficial Hélio Ferreira Vallim. O militar participou da missão histórica que deu origem ao Dia da Aviação de Busca e Resgate.
Em 1967, a maior operação realizada pela FAB, até então, mobilizou trinta e duas aeronaves, durante dez dias, para localizar na selva Amazônica, um C-47 que transportava um pelotão de Infantaria da Aeronáutica. De 25 militares a bordo, cinco sobreviveram ao acidente. O suboficial Vallim foi o primeiro a avistar naquele 26 de junho os destroços da aeronave 2068. "Esta foi a primeira, mas fizemos grandes missões e grandes realizações em prol da vida", disse Vallim.
Durante a cerimônia realizada no hangar por causa do mau tempo, comandantes de unidades aéreas e ex-comandantes também foram homenageados com a medalha "Mérito Operacional Brigadeiro Nero Moura", ícone de operacionalidade.
Aos participantes da XXV RAAR, a II Força Aérea entregou o troféu eficiência aos pilotos e tripulantes que mais se destacaram ao longo do ano passado. "É uma forma de reconhecer a dedicação e a operacionalidade desses militares", explica o Comandante da II FAE Brigadeiro do Ar José Rodrigues de Alencastro. Ao longo de quatro dias, pilotos e tripulantes de helicópteros reunidos em Campo Grandeaprimoraram doutrinas, técnicas operacionais e debateram temas como segurança de voo e logística.
Participaram do intercâmbio operacional os esquadrões Falcão(1º/8º GAV), Poti(2º/8º GAV), Puma(3º/8º GAV), Pantera(5º/8º GAV), Harpia(7º/8º GAV), Pelicano(2º/10º GAV), Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS) além do Esquadrão Gavião(1º/11ºGAV). O Comandante do COMGAR lembrou que o uso de helicópteros em missões de busca e salvamento é fundamental. "As imagens dos helicópteros da FAB transportando vítimas do acidente de Santa Maria (RS) ainda estão na memória de todos", exemplifica o Brigadeiro Rossato. 


Fonte: Agência Força Aérea