quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Tanabiense lançará livro sobre jornalismo esportivo na internet em São Paulo

Renan Contrera

Será lançado na capital paulista o livro “A Produção do Jornalismo Esportivo na Internet” escrito pelo tanabiense Marcelo Bechara com a Editora Appris. O livro aborda os aspectos de como é feita uma matéria jornalística na internet na área esportiva e outros. O autor do livro falou com a reportagem do Blog Renan Contrera que você poderá conferir nesta reportagem.

Marcelo Bechara é mestre em Comunicação e
já trabalhou na Confederação Brasileira de Tênis 
Mestre em Comunicação pela Faculdade Cásper Libero e graduado em Publicidade e Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing, Marcello Bechara Souza Nassar Frange lançará nesta quinta-feira, 27 em São Paulo o livro “A Produção do Jornalismo Esportivo na Internet” com a Editora Appris. Marcelo trabalhou na Copa do Mundo de Futebol, em 2014, na Copa Davis (A Copa do Mundo de Tênis) e outros torneios de tênis. O tanabiense já passou pela ESPN (rede de TV por assinatura dedicada a programas esportivos), pela Confederação Brasileira de Tênis. Atua como pesquisador.

Marcelo já escreveu um livro com o seu primo Rodrigo Bechara “Do Líbano a Tanabi: a história dos 90 anos do Grupo Bechara”. Ele pretende ainda escreve mais livros, já tem algumas histórias iniciadas, mas o foco será em escrever romances e contos.
O livro aborda os aspectos de como é feito uma matéria jornalística na internet, fala sobre a agilidade e a pressão que o repórter precisar ter para colocar uma matéria no ar, sobre a relação dos vídeos e das matérias escritas.

Também fala sobre a influencia econômica na hora de definir as pautas e outros assuntos jornalísticos que o autor conta na entrevista que você confere agora no Blog Renan Contrera:

Blog Renan Contrera: Como que você se interessou pelo jornalismo e o jornalismo esportivo?
Marcelo Bechera: Comecei a me interessar com jornalismo esportivo quando tinha uns 15 anos de idade, mais ou menos. Naquela época, eu já gostava bastante de escrever e acompanhar tudo do cenário esportivo, mas foi assistindo ESPN Brasil, mais especificamente o programa Bate Bola com os jornalistas João Carlos Albuquerque e Paulo Vinicius Coelho, que eu realmente percebi que queria trabalhar com jornalismo esportivo.

Além disso, sempre fui muito apaixonado por esportes. Acompanho de tudo. Desde golfe e beisebol ao futebol. Sou viciado em esportes. Como não tive o dom de virar um atleta profissional, procurei alguma maneira de trabalhar próximo com esporte. Foi uma maneira de juntar o útil com o agradável. Aos 15 anos eu assistia jogos de futebol por pura diversão, aos 21 eu assistia porque era trabalho e recebia para isso.

Blog: Qual momento na sua carreira você considera importante?
Marcelo: Difícil escolher apenas um momento. É tudo um processo de dedicação e acreditar no sonho, de fato. Em 2011, eu criei um blog para escrever sobre tênis. Em 2012, eu estava trabalhando na Confederação Brasileira de Tênis, na parte de assessoria de imprensa. Viajava para torneios e Copa Davis, quando se reúne os melhores tenistas do país para a disputa de um confronto contra outra seleção.

Depois fui para a ESPN e realizei o meu maior sonho. Um sonho que tinha de criança, praticamente. Quando recebi o email que era para começar a trabalhar, liguei para o meu pai chorando. Acho que foi o grande momento. Até por perceber, de fato, que a realidade é muito diferente do sonho. Foi um aprendizado enorme. Talvez seja o momento mais importante, juntamente com a minha experiência recente nas Olimpíadas do Rio, em agosto deste ano. Acho que o livro, no fim, é o grande momento, porque reúne os momentos que passei na minha vida juntamente com dois anos de pesquisa intensa sobre o jornalismo esportivo na internet.
O livro será lançado hoje, 27 na capital paulista

Blog: O que você trata no livro “A Produção do Jornalismo Esportivo na Internet”?
Marcelo: O título já é bem explicativo, até para eu não me soar repetitivo. O livro aborda os aspectos de como é feito uma matéria jornalística na internet, no campo do esportes. Demonstro o que influencia na hora de escrever uma matéria, a agilidade e pressão que o repórter precisa ter para colocar a notícia no ar, sobre a relação dos vídeos e matérias escritas na internet. Por exemplo, cada vez mais os vídeos ganham espaços nas reportagens online. Às vezes, o repórter só precisa escrever um parágrafo e coloca o vídeo da reportagem. Antigamente, o jornalista descrevia minuciosamente os gols da partida. Hoje, basta apenas descrever rapidamente, até porque tem o vídeo em que o leitor pode vê-lo.

Abordo também como a área econômica influencia na hora de definir as pautas, por que uma matéria sobre um carro de luxo do Neymar chama tanta atenção ou uma postagem no instagram do Gabriel Medina repercute tanto e ganha espaço nos principais veículos de comunicação. É aquela coisa de jogador-celebridade, o jornal opta por ser sensacionalista porque rende audiência ou cliques, como é medido na internet, e, como consequência, ganha mais poder de barganha na hora de negociar os espaços publicitários, a principal renda dos meios de comunicação atualmente.

Blog: Como foi escrever este livro e se você já escreveu mais algum livro?
Marcelo: Foi um processo natural, até pelo fato de ter origem na minha pesquisa de mestrado. Foi aos poucos. Neste ano, após o contato com a Editora Appris, tive que fazer as adaptações necessárias para virar um livro. Parece que demora, mas passa muito rápido. Escrever também é algo que sempre gostei, portanto é um sonho realizado publicar um livro.

Já escrevi o livro da história da minha família, o “Do Líbano a Tanabi: a história dos 90 anos do Grupo Bechara”, juntamente com meu primo Rodrigo. Mas pretendo escrever mais. Tenho algumas histórias já iniciadas. Quero focar na parte de escrever romances e contos. É o que mais gosto e minha grande intenção. Se tudo der certo e minha inspiração colaborar, ano que vem pretendo lançar mais um livro.

Serviço:
Lançamento do Livro – A Produção do Jornalismo Esportiva na Internet
27 de outubro de 2016, às 18h30 na Livraria da Vila

Alameda Lorena, 1731 – Jardim Paulista – São Paulo-SP