segunda-feira, 17 de outubro de 2011

FAB 70 anos: Show de Chitãozinho e Xororó encerrou programação do Domingo Aéreo em SP.


Evento faz parte das comemorações de 70 anos da Força Aérea Brasileira.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

                                                                                   Fotos:Divulgação/Força Aérea Brasileira 
Dupla sertaneja encerrou o evento

Os visitantes chegaram cedo ao Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA SP) para participar do tradicional Domingo Aéreo. O evento faz parte das comemorações dos 70 anos da Força Aérea Brasileira(FAB). Nem a chuva atrapalhou a determinação do paulistano em conhecer aeronaves e participar do show da dupla Chitãozinho e Xororó, que completa 40 anos de carreira em 2011. “Para nós, receber o convite da FAB para cantar num evento como esse é uma grande honra”, disse o cantor Chitãozinho antes de subir ao palco.
Na avaliação do Brigadeiro do Ar Marcelo Kanitz Damasceno, Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica (CECOMSAER), o mês de outubro é o período em que as organizações militares de todo o país se preparam para receber a sociedade. “Nós juntamos aqui os 70 anos da FAB e os 40 anos de uma dupla tradicional da música brasileira. Esperamos conseguir, a cada ano, aumentar a interação entre a sociedade militar e civil”, afirmou o Brigadeiro.
Um parque de aeronaves
Para os aficcionados em aviação foi um dia inesquecível. O hangar onde estavam expostas as aeronaves F-5 M, os caças utilizados para a defesa do espaço aéreo brasileiro, foi um dos mais movimentados. No mesmo local, os visitantes conheceram o processo de manutençao da aeronave, que passa por manutenção completa a cada 1.200 horas de voo, e as etapas de metalurgia feitas na própria Aeronáutica.
Ao lado de uma das mais modernas e velozes aeronaves do país, estavam raridades históricas. Uma delas integrou o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) até 1975. O avião da fumaça passou por um processo de restauração especialmente para o evento. “É um ícone da aviação nacional. Trabalhamos para deixá-lo o mais próximo possível do original”, conta o Suboficial Wagner Wilson Serafim, um dos responsáveis por deixá-la nova outra vez. 
A cabine da aeronave F-5 ficou aberta para visualização.
A possibilidade de conhecer de perto a cabine do F-5 incentivou Luis Fernando Sales de Paula, de 14 anos a acordar cedo. “Desde pequeno eu sempre gostei de avião, por isso quero ser piloto, piloto da esquadrilha da fumaça”, revela Fernando que, quando criança, costumava ir ao aeroporto com o pai ver os aviões pousarem.
Para o Comandante da Terceira Força Aérea (III FAE), Brigadeiro do Ar Paulo Érico, eventos como o Domingo Aéreo possibilitam que a sociedade tenha a oportunidade de conhecer de perto as aeronaves de caça. “Além das aeronaves disponíveis, temos a oportunidade de mostrar o que nós fazemos”, afirma o Comandante.
Do lado de fora a aeronave C-115, conhecido como Búfalo, foi uma atração disputada. Os visitantes fizeram fila até o momento do fechamento dos portões para fotografarem dentro do avião que operou durante 40 anos pela FAB na região amazônica. “Foram muitas as missões de transporte de cargas e atendimento a calamidades em que esta aeronave atuou”, explica o Diretor Técnico do PAMA-SP, Coronel Aviador Esdras Sakuragui.
Ingresso na FAB
Os estandes das escolas de formação também ficaram movimentados com jovens em busca de respostas sobre as formas de ingresso na Aeronáutica. É o caso de Rômulo Tozzeto, 16 anos, que pretende ingressar na Academia da Força Aérea (AFA) para se tornar piloto de caça. As preocupações da mãe, Taís Pereira Tozetto, também foram sanadas. “A rotina é rígida, mas muito responsável”, diz a mãe aliviada.
Astronauta
Para o primeiro astronauta brasileiro, o Tenente Coronel Aviador Marcos Pontes, que esteve no Domingo Aéreo autografando livros, o evento é uma possibilidade para incentivar os jovens nas carreiras de ciência e tecnologia, piloto ou militar da Força Aérea e de outras Forças. “Aqui eles vêem todas as atividades e isso acaba acendendo a chama do sonho”, resume o astronauta.
Astronauta Tenente Coronel Aviador Marcos Pontes distribui autógrafos.

Ação Social no Domingo Aéreo
Os profissionais de saúde do Hospital da Aeronáutica de São Paulo (HASP) montaram um atendimento especial ao público. De acordo com a Tenente Coronel Maria Clélia Borro, fisioterapeuta e coordenadora da ação, foram integradas diferentes áreas para orientar a população na saúde preventiva com verificação da pressão arterial e glicemia, odontologia e nutrição.
Ivete de Jesus Cassiano, de 59 anos, que visitou o Domingo Aéreo pela primeira vez aproveitou para verificar a pressão arterial. Na saída estava mais tranquila ao saber que os indicadores de saúde estão em dia. Já Jefferson S. Siqueira, de 43 anos, recebeu a orientação de buscar um atendimento indivual, pois o cálculo de Índice de Massa Corporal (IMC) indica sobrepeso.
Fonte:Agencia Força Aérea

Veja algumas fotos do evento.