sexta-feira, 23 de março de 2012

Novo comandante assume a Polícia Militar Rodoviária.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Fan Page do Blog Renan Contrera no Facebook
https://www.facebook.com/pages/Blog-Renan-Contrera/273349159365266 


Fotos: SSP

O coronel Hélio Verza Filho será o novo comandante da Polícia Rodoviária
O coronel Hélio Verza Filho será
o novo comandante da Polícia Rodoviária
 
O Comando da Polícia Rodoviária (CPRv) realizou na manhã de hoje a cerimônia de passagem de comando em que o coronel Jean Charles Oliveira Diniz Serbeto passou oficialmente o posto para o coronel Hélio Verza Filho. Foi às 10 horas na sede do Gabinete de Treinamento do Comando. 

O coronel Verza, agora, comandará 4.500 policiais que trabalham dia e noite nas rodovias do estado. As Unidades Operacionais (Batalhões de Polícia Rodoviária) estão estrategicamente sediadas em São Bernardo do Campo, Bauru, Araraquara, Jundiaí e Sorocaba, para facilitar as ações de fiscalização.

O coronel se aposenta


O coronel Serbeto faz parte de uma família de policiais rodoviários. Seu tio, Nelson Carneiro, foi um dos fundadores do CPRv, em 1948. Serbeto trabalhou mais de 20 anos na Polícia Rodoviária e comandava a região de São José do Rio Preto. Ele foi convidado pelo comandante-geral da PM, coronel Álvaro Batista Camilo, para comandar a CPRv, onde ficou aproximadamente dois anos e, agora, deixa o cargo para se aposentar. “O comando está em boas mãos. O coronel Verza tem a cultura de policiamento rodoviário, por isso sei que ele vai fazer um ótimo trabalho”, afirma Serbeto. O coronel contou também que, durante sua aposentadoria, vai se dedicar à família. 
O coronel Jean Charles Oliveira Diniz Serbeto, que comandou por 2 anos, se aposentará
O coronel Jean Charles Oliveira Diniz Serbeto,
que comandou por 2 anos, se aposentará
 
 

O policiamento

No ano de 2011, o Comando de Policiamento Rodoviário criou o programa de redução de acidentes e vítimas fatais, que deve ser cumprido até 2020.

O programa intensifica a fiscalização da Lei Seca, de ultrapassagens perigosas, a pilotagem segura de motos, uso do celular ao volante e de cinto de segurança no banco traseiro. Outra meta do programa é o combate ao crime nas rodovias como o tráfico de drogas e roubo de carga. Com essas ações, o ano de 2011 terminou com menos mortes do que o ano de 2010. Caiu de 2.395 para 2.377. 

Em 2011, foram apreendidas mais de 19 toneladas de drogas e 247 armas. 1.901 pessoas foram presas em flagrante, 562 condenados foram recapturados, 1.398 veículos foram recuperados e vários outros objetos contrabandeados foram apreendidos.  

A Polícia Rodoviária atua também em todo o litoral paulista e no interior, especialmente nas Operações Verão e Inverno e em feriados prolongados. 

Para que seu trabalho seja bem feito, a PM Rodoviária conta com vários equipamentos de fiscalização, como os etilômetros (conhecidos como bafômetros), radares móveis fotográficos, binóculos para identificar veículos em alta velocidade, além de monitorar as rodovias através das câmeras dos CCO – Centros de Controle Operacional das Concessionárias do Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Fonte: Secretaria deSegurança Publica de São Paulo  
Autoria da Matéria: Camila Lessa