quarta-feira, 4 de abril de 2012

O Comando de Policiamento Rodoviário recomenda cuidados especiais na viagem desse feriado.

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


O Comando de Policiamento Rodoviário recomenda cuidados especiais, dentre os quais é possível destacar:
Fotos:Acervo/Internet 

·  o planejamento adequado da viagem, com a definição do itinerário, anotação de telefones de emergência, localização das bases da Polícia e de pontos de apoio para eventuais paradas;
·   a revisão das condições gerais do veículo antes de iniciar a viagem, com atenção especial aos equipamentos obrigatórios, sistema de iluminação e sinalização do veículo, combustível  e documentação de porte obrigatório;
·   o respeito à proibição da ingestão de bebidas alcoólicas ou de outras substâncias que alterem a capacidade de direção do veículo;
·   a rigorosa observância das normas e da sinalização de trânsito, especialmente quanto aos limites de velocidade e às ultrapassagens em locais proibidos;
·   que não iniciem ou prossigam a viagem cansados ou com sono;
·    a utilização dos faróis baixos acesos também durante o dia nas rodovias, prática que promove maior visibilidade aos veículos;
·   ao viajar acompanhado por crianças, o condutor deverá atentar para o uso correto dos dispositivos de retenção, conforme previsto na Resolução 277/08 do CONTRAN.

DIAS E HORÁRIOS DE MAIOR MOVIMENTO
Durante os feriados prolongados as rodovias registram um aumento médio de 30% no movimento, sendo que em alguns esse aumento pode ultrapassar 100%, sendo conveniente evitar, de forma geral, viajar nos seguintes dias e horários:
- 05/04 – Quinta-feira, a partir das 17h00 até 02h00 do dia 06/04;
- 06/04 – Sexta-feira Santa, das 06h00 às 13h00;
- 08/04 – Domingo de Páscoa, a partir das 12h00 até 02h00 do dia 09/04;



DICAS DE SEGURANÇA EM CASOS DE NEBLINA
A neblina é causadora de acidentes, e principalmente engavetamentos nas rodovias. Consiste na condensação do vapor d'água, sob a forma de gotículas, como as nuvens, só que mais próxima ao solo.
Acontece quando há muita umidade no ar ou geada forte, principalmente à noite ou durante a madrugada, geralmente em vales, serras e áreas baixas e úmidas. Existem vários tipos de neblina, desde a mais fraca, que quase não prejudica a visibilidade, até as mais espessas que limitam a visão a poucos metros.

Para sua segurança, siga algumas dicas:
·         Reduza a velocidade.
·         Mantenha sempre a distância de segurança do carro à frente.
·         Não ultrapasse outros veículos;
·         Por causa do reflexo causado pelas gotículas d'água nunca use farol alto em locais com neblina, a reflexão da luz vai ofuscá-lo e você enxergará menos.
·         Nunca use o pisca alerta com o carro em movimento. O motorista de trás pensará que o veículo está parado, tentará desviar e poderá provocar um acidente.
·         Verifique se a ventilação interna está funcionando. Caso contrário, mantenha aberta uma janela de modo a evitar o embaçamento interno dos vidros.
·         Use limpador de pára-brisa, desembaçador e lavador de vidros. Não passe a mão no vidro.
·         Reduza ou apague as luzes do painel. Elas distraem e diminuem a visão.
·         Evite freadas bruscas. O chão poderá estar escorregadio, ocasionando assim riscos de colisão traseira.
·         Não pare na pista. De preferência, não pare nem no acostamento, procure um ponto de apoio.
·         Se a neblina for muito espessa, procure um local seguro para parar, por exemplo: postos de serviço ou uma Base da Polícia Militar Rodoviária.
·         Se precisar parar na rodovia, ligue o pisca-alerta, sinalize 100 metros antes e tire todos do carro, mesmo que esteja frio ou chovendo, permanecendo em local seguro.

DICAS DE MANUTENÇÃO VEICULAR

1) Desgaste dos pneus
Pneus muito desgastados, ou com desgaste irregular, podem prejudicar aderência e afetar a estabilidade do carro. De acordo com a legislação de trânsito, as ranhuras do pneu devem ter, no mínimo, 1,6 mm de profundidade.
2) Calibragem
Pneus calibrados corretamente, de acordo com o manual do proprietário, aumentam a estabilidade do veículo, reduzem o risco de corte na borracha e contribuem para a integridade da estrutura interna do pneu.
3) Alinhamento e balanceamento
O alinhamento e o balanceamento são importantes para minimizar os desgastes da suspensão do veículo, além de contribuir para a manutenção da dirigibilidade e do consumo de combustível. É imprescindível verificar alinhamento e balanceamento antes de uma viagem porque há muitos fatores que os desregulam, como passar por buracos nas ruas ou subir em guias de calçadas. Um carro desalinhado provoca desgaste irregular dos pneus.
4) Óleo do motor – nível e validade
O óleo serve para lubrificar o motor. Com o uso do carro, ele perde sua viscosidade e deixa de cumprir sua função. Por isso, é vital que o óleo seja trocado nas datas recomendadas pelo fabricante. É importante ainda manter o óleo do motor no nível indicado, entre os dois traços da vareta.
5) Nível da água do radiador
Antes de pegar a estrada, é preciso verificar o nível da água do radiador, que serve para manter a temperatura do motor. Se o motor “esquentar” muito, ele pode fundir – e você ficará a pé. Tome cuidado ao abrir a tampa do reservatório de água com o motor aquecido.
6) Fluido do freio
É o fluido de freio que impulsiona o sistema que faz o veículo brecar. Se a quantidade do fluido estiver baixa, ou o produto estiver com prazo de validade vencido, a eficácia do freio pode ficar comprometida. É recomendada a troca do fluído uma vez por ano. Vale também checar as pastilhas e discos para evitar problemas na estrada.
7) Lavadores dos vidros e palhetas
Palhetas ressecadas não limpam o vidro direito e ainda podem arranhá-lo. A troca pode ser feita em postos de gasolina. O reservatório deve ser reabastecido com água e se possível com uma solução de detergente.
8) Sistema elétrico
O nível de carga da bateria e o funcionamento dos faróis e desembaçadores são alguns dos pontos importantes a serem checados antes de cair na estrada.
9) Validade da documentação e seguro
O condutor do veículo precisa portar durante a viagem a Permissão para dirigir ou a Carteira Nacional de Habilitação, além da documentação do veículo (CRLV) Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo.
Se você tiver seguro do veículo, lembre-se de levar o telefone da seguradora.
10) Validade do extintor de incêndio
Certifique-se que o extintor de incêndio esteja dentro da validade. É importante também ter as instruções de uso para saber o que fazer na hora de uma emergência.
11) Triângulo, macaco, chave de roda e chave de fenda
Antes de cair na estrada, confira se o carro está equipado com triângulo, macaco, chave de roda e chave de fenda.
Vale também levar na bagagem pequenas peças de reposição, como fusíveis, velas e lâmpadas.

Fonte: Setor de Comunicações e Operações Rodoviárias do Comando de Policiamento Rodoviário