quarta-feira, 4 de abril de 2012

POLICIA MILITAR RODOVIÁRIA REALIZA “OPERAÇÃO SEMANA SANTA - 2012”

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com



Fotos:Acervo/Internet
A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, através da ação coordenada das unidades da Polícia Militar do Estado de São Paulo, como o Comando de Policiamento Rodoviário, juntamente com o Comando de Policiamento de Choque, o Grupamento Aéreo e as Unidades de Policiamento Territorial, das 00h00 de 05 de abril (quinta-feira) até as 23h59 de 08 de abril (domingo), desencadearão a “Operação Semana Santa - 2012”, reforçando o policiamento em todo o estado e a fiscalização de trânsito nos mais de 22.000 km de rodovias estaduais paulistas durante todo o feriado prolongado, ocasião das comemorações religiosas da Sexta-feira Santa – “Paixão de Cristo”, no dia 06 de abril, bem como a Páscoa, comemorada no dia 08 de abril, período em que há uma perspectiva de um grande movimento de veículos, tanto naquelas rodovias que demandam da capital em direção ao litoral, bem como naquelas que levam ao Interior do Estado.

A “Operação Semana Santa” será realizada em consonância com a Secretaria Estadual de Logística e Transportes, conjuntamente ao DER, a DERSA, a ARTESP e as Concessionárias de rodovias.

EFETIVO
O Policiamento Rodoviário permanecerá em regime especial de trabalho, com redução de folgas e emprego do efetivo administrativo em apoio, perfazendo mais de 4.000 policiais que atuarão diuturnamente nas rodovias do Estado, com aumento de 80% na presença policial nos horários de maior volume de tráfego.
                                                       
UNIDADES ENVOLVIDAS
Estarão empenhadas na Operação todas as unidades do Policiamento Rodoviário, ou seja, os 5 (cinco) Batalhões de Polícia Militar Rodoviária, sediados respectivamente em São Bernardo do Campo, Bauru, Araraquara, Jundiaí e Sorocaba, além do Comando sediado em São Paulo e de outras unidades da Polícia Militar. As ações de prevenção aos ilícitos penais e de fiscalização e monitoramento do trânsito serão levadas a efeito pelas equipes em terra, no ar e através de equipamentos eletrônicos.

EQUIPAMENTOS
Os Policiais Militares Rodoviários empregarão cerca de 1.000 (mil) viaturas de quatro e duas rodas, aeronaves, 349 (trezentos e quarenta e nove) etilômetros, dentre passivos e tradicionais (popularmente conhecidos como "bafômetros") para a fiscalização da alcoolemia, 100 (cem) radares móveis para a fiscalização de velocidade, binóculos para a fiscalização de infrações em movimento, principalmente de motociclistas, além de efetuarem o monitoramento das rodovias por intermédio das câmeras dos CCO – Centros de Controle Operacional das Concessionárias e do COI – Central de Operações e Informações do DER.

Salientamos também, que os policiais militares farão uso do Sistema Inteligente de Fiscalização, 93 radares inteligentes, os quais estão instalados em 42 pontos do Estado, destacando que os equipamentos estão integrados a um sistema que permite a interligação de informações constantes em diversos bancos de dados, promovendo o monitoramento dos veículos que trafegam nas principais rodovias do estado de São Paulo, constituindo-se em mais uma ferramenta que contribui para a segurança dos usuários das rodovias.

ÁLCOOL X TRÂNSITO:
A exemplo de outras operações especiais, e com o objetivo de reduzir o número de acidentes e de vítimas, os policiais dispensarão atenção especial à fiscalização do consumo de bebidas alcoólicas (ou de substâncias de efeitos análogos) nas Operações Direção Segura (ODS) promovidas por toda a Polícia Militar do Estado de São Paulo, nas fiscalizações de rotina e nos atendimentos de eventuais acidentes de trânsito.
A Polícia alerta que o motorista flagrado dirigindo sob a influência de álcool será penalizado com multa de R$ 957,70, retenção do veículo e suspensão do direito de dirigir por doze meses, além de responder criminalmente pela sua conduta, dependendo das circunstâncias, com pena de detenção de seis meses a três anos.


FLUIDEZ
A fluidez no trânsito será garantida por operações específicas em conjunto com o DER, a DERSA e as Concessionárias, sendo que a fiscalização priorizará as infrações dinâmicas, ou seja, aquelas cometidas em movimento, tais como o uso indevido do acostamento, a ultrapassagem em locais proibidos pela sinalização etc, as quais além de gerar risco de acidentes prejudicam a fluidez do trânsito.

AÇÕES DIRECIONADAS
Em razão do aumento do fluxo de veículos, a Polícia Militar Rodoviária, no decorrer da Operação postará as equipes em locais estratégicos das rodovias e desenvolverá ações direcionadas com enfoque especial a fiscalização do uso de álcool pelos motoristas, aos motociclistas, às ultrapassagens realizadas em locais proibidos, o excesso de velocidade e à fluidez do tráfego.
Aos motociclistas as orientações são no sentido de que não transitem entre as faixas de rolamento nas rodovias, mantendo distância segura dos demais veículos na via, em cumprimento à lei e zelando pela segurança de todos.

Fonte: Setor de Comunicações e Operações Rodoviárias do Comando de Policiamento Rodoviário