terça-feira, 10 de abril de 2012

Secretário de Segurança da Copa inicia em São Paulo visita aos doze estados sedes

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


O secretário extraordinário de Segurança para Grandes Eventos, do Ministério da Justiça, Valdinho Jacinto Caetano, iniciou hoje (10), em São Paulo, um ciclo de visitas aos doze estados sedes da Copa do Mundo de 2014. Caetano foi recebido pelo secretário de segurança adjunto, Jair Burgui Manzano, com o delegado geral da Polícia Civil, Marcos Carneiro Lima, e com o novo comandante geral da PM, coronel Roberval França. Eles trataram de medidas a serem adotadas pelo estado e pela União para garantir a segurança durante a Copa do Mundo.

Caetano visita amanhã o Rio de Janeiro. E até sexta-feira, irá ao Ceará. Escolheu São Paulo para iniciar o ciclo de encontros “pelo evidente papel de destaque que cabe ao estado”, explicou ao final da reunião. Como quase 42 milhões de habitantes, 130 mil policiais e taxa de homicídios de 10 por grupo de 100 mil habitantes/ano, São Paulo é visto como caixa de ressonância e síntese dos problemas e soluções do país na área de segurança. “São Paulo é um dos estados paradigmas no que se refere a segurança e integração”, definiu o superintendente da Polícia Federal em São Paulo, Roberto Troncon, que acompanhava o secretário Caetano. 

Delegado da Polícia Federal há 28 anos, com atuação inclusive em São Paulo, Caetano foi nomeado foi nomeado fevereiro para a Secretaria de Grandes Eventos, que cuidará, prioritariamente, da Copa Mundo e das Olimpíadas de 2016. Tão logo assumiu o cargo, teve que participar de reuniões e eventos preparatórios para a Copa na Inglaterra e no Qatar. Assim que retornou ao país, decidiu percorrer os 12 estados que vão sediar a Copa Mundo para apresentar, em linhas gerais, as propostas da SEGE.

A Copa do Mundo de 2014 coloca os governos diante de um desafio: trabalhar simplesmente para que o evento seja um sucesso e não tenha graves problemas criminais ou ir além, e deixar um legado de significativas melhorias na segurança prestada pelo estado à população. 

O Comitê Paulista de Segurança da Copa do Mundo, criado no mês passado pelo governador Geraldo Alckmin e coordenado pelo secretário adjunto da SSP, Jair Manzano, tem como orientação principal a utilização do evento para proporcionar à sociedade, de forma permanente, novos benefícios na área de segurança. Por sua vez, o secretário de Grandes Eventos leva na bagagem o sonho de criar um novo paradigma de policiamento e segurança.

Caetano e Manzano se comprometeram a investir em mudanças bem além dos 43 dias da Copa no Brasil. De acordo com ambos, tanto a União como o Estado vão implantar importantes modificações na forma de atuação das forças de segurança. Uma das ideias debatidas foi a integração dos sistemas tecnológicos utilizados pelas polícias. A PM paulista já compartilha sistemas tecnológicos e modelos de gestão policial com 14 estados.



Fonte: Secretaria de Segurança Publica