domingo, 6 de maio de 2012

ÁGATA 4 – Hospital de Campanha ajuda a reduzir demanda de atendimentos na região de Barcelos (AM)

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


Foto:Agência Força Aérea/ Sgt Rezende 

A presença do Hospital de Campanha (HCAMP) Fluvial na região de Barcelos, a 400 km de Manaus, ajudará a reduzir a demanda de atendimento de saúde, principalmente nas especialidades de ginecologia, dermatologia e ortopedia, segundo o Secretário de Saúde do município, Marcos de Lima Lopes.

Além disso, os atendimentos realizados ao longo dos próximos dias representarão economia para o município de 23 mil habitantes. Por mês, a prefeitura gasta cerca de R$ 10 mil para enviar pacientes para a rede pública de saúde de Manaus – distante 12 horas de barco ou mais, dependendo da época do ano e do nível do rio Negro.

“Houve dia que tivemos de enviar 16 pessoas de uma vez para Manaus”, afirma o secretário. Cada uma delas, apenas com transporte, representa um custo de R$ 180 e o paciente ainda tem de providenciar estadia na capital do Amazonas, muitas vezes na casa de amigos ou de parentes.

O município de Barcelos possui um hospital e três postos de saúde, mas tem apenas dois médicos. Em Moura, um distrito do município, onde o Hospital de Campanha atende desde o dia 3 de maio, o único posto de saúde funciona de forma improvisada num antigo e desativado posto policial – cerca de mil pessoas vivem na localidade, a 90 km de Barcelos. “A falta de médicos é uma realidade da Amazônia”, explica do secretário, ao avaliar os problemas que o município enfrenta.

Trinta e oito militares da área de saúde da Força Aérea Brasileira trabalham no Hospital de Campanha, além de equipes de apoio e de segurança. É a primeira vez que o HCAMP é montado em uma balsa da Comissão de Aeroportos da Região Amazônica (COMARA). A embarcação estará em Moura até amanhã, 5 de maio, e ficará em Barcelos, entre os dias 7 e 9 de maio.


Fonte: Agência Força Aérea