quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ÁGATA 5 - Militares da FAB realizam atendimento de saúde em comunidade carente do Paraná

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

          Fotos: Agencia Força Aérea/Sgt Johnson Barros

Médicos, dentistas e enfermeiras da Força Aérea Brasileira (FAB) realizaram por três dias ação cívico social na comunidade Jardim Irene, na cidade de Medianeira (PR). Seis militares do Hospital de Aeronáutica de Canoas (HACO) realizaram mais de cem consultas e atendimentos odontológicos. Os profissionais também promoveram palestras em escolas e grupos de orientação com gestantes e  pessoas da terceira idade  sobre higiene bucal, gravidez na adolescência, métodos contraceptivos e doenças sexualmente transmissíveis.

Larissa Mayara de Araújo levou a filha Júlia, de um ano e dois meses, para se consultar com os médicos da FAB. “Eles olharam se as vacinas estavam em dia, se o peso estava bom para a idade dela e se ela estava desenvolvendo bem. Gostei muito do atendimento”, disse. 

Para quem estava trabalhando, a atuação na comunidade carente também foi marcante. “Foi uma experiência muito gratificante para todos nós porque é uma realidade totalmente diferente da que vivemos no Rio Grande do Sul. Tratam-se de pessoas que necessitam muito. Durante esses dias, fizemos inclusive atendimentos domiciliares a pessoas que não tinham acesso a unidade de Saúde”, destaca a Tenente Enfermeira Aline Cristina Langbecker.
“O Bairro Jardim Irene, onde eles atenderam possui uma população carente que necessita de um atendimento priorizado. Para nós, a participação da Força Aérea veio somar muito aos trabalhos que nós já realizamos. Com essa equipe multiprofissional que veio, conseguimos aumentar o volume de atendimentos”, explica a Enfermeira da Secretaria da Saúde de Medianeira, Cleide Mari da Silva. 
Segundo a Médica Coordenadora da Atenção Básica de Saúde do Município, Jacilene de Souza Costa, a atuação dos militares da Aeronáutica em Medianeira deixa um saldo positivo no município. “Sabemos que o déficit de médicos na região é muito grande e por vezes não conseguimos alcançar um número maior pessoas. Então, quando chega uma equipe como essa, conseguimos por três dias atender melhor a nossa população”, afirma.

Fonte: Agência Força Aérea