sexta-feira, 26 de abril de 2013

Roubos em geral e a banco caem em São José do Rio Preto

Renan Contrera 
renancontrera@hotmail.com
Foto: Internet 
A região de São José do Rio Preto registrou queda de 8,05% nos roubos em geral nos últimos 12 meses, comparado com igual período anterior.  De abril de 2011 a março de 2012, foram registrados 3.903 casos, e de abril de 2012 a março de 2013, houve 3.589. Ou seja, um recuo de 314 ocorrências.  

No primeiro trimestre do ano, houve uma diminuição de 11,64% nesta modalidade criminosa. De janeiro a março de 2012, foram contabilizados 1.065 roubos em geral. Nos mesmos meses de 2013, ocorreram 941 - redução de 124 casos.

Os roubos também diminuíram na comparação de março do ano passado para o mesmo mês deste ano. Foram registrados 319 casos, contra 375. A queda foi de 14,9%, ou seja, 56 casos a menos.

As informações constam das estatísticas mensais da criminalidade divulgadas nesta quinta-feira (25) pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Roubos a banco em queda

Houve um caso de roubo a banco a menos nos últimos 12 meses. De abril de 2011 a março de 2012, foram oito, contra sete, de abril de 2012 a março de 2013. 

Na comparação feita entre o primeiro trimestre de 2013 e o mesmo período do ano passado, a queda foi de quatro casos. De cinco registros, passou para um.

Os roubos a banco também caíram em março deste ano. A região não registrou nenhum caso. No mesmo mês do ano passado, foram contabilizadas duas ocorrências.

Homicídios recuam no mês

São José do Rio Preto e região registraram três homicídios dolosos a menos em março, comparado com o mesmo mês de 2012. Passou de 17 para 14.

Latrocínios caem 

No comparativo entre o primeiro trimestre deste ano e do ano passado, os latrocínios diminuíram de 5 para 2. Já nos últimos 12 meses, houve uma ocorrência a menos. De abril de 2011 a março de 2012, foram 15, contra 14 registrados no período de abril de 2012 a março de 2013.

Não houve nenhum latrocínio em março de 2013. No mesmo mês do ano passado, aconteceram dois casos.

Extorsões mediante sequestro permanecem zeradas

As extorsões mediante sequestro permaneceram zeradas tanto nos dois primeiros trimestres dos anos de 2012 e 2013, quanto na comparação dos últimos 12 meses.

Furtos em geral diminuem

Os furtos em geral apresentaram queda, quando comparados os períodos de abril de 2011 a março de 2012 e de abril de 2012 a março de 2013. De 29.974, passou para 26.983 - o que representa uma queda de 9,98%, ou 2.991 ocorrências a menos.

Quando comparados os meses de janeiro a março de 2012 e de 2013, os furtos em geral caíram 7,78%, ou seja, 588 casos. Eram 7.553 e passou para 6.965 casos.

No comparativo entre o mês de março do ano passado e de 2013, houve 274 casos a menos, ou seja, queda de 10,5%. Passou de 2.618 para 2.344.

Roubos de carga recuam e de veículos 


Houve quatro roubos de carga a menos no primeiro trimestre, em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram contabilizadas cinco ocorrências. De janeiro a março deste ano ocorreu um caso.  

Na comparação dos 12 meses, de abril de 2011 a março de 2012 e abril de 2012 a março de 2013, a modalidade criminal teve queda de cinco casos - passou de 14 para 9.  

Em março deste ano não foi registrado nenhum caso - no mesmo mês do ano passado foram registrados três.

Os roubos de veículos caíram 36,21% no comparativo dos 12 meses. De abril de 2011 a março de 2012, foram 475, contra 303, de abril de 2012 a março de 2013 - 172 casos a menos.

No trimestre houve redução de 46,28%, com 56 casos a menos. Passou de 121 no período de 2012, para 65 em 2013.

Quando comparados os dados de março deste ano com o do ano passado, a queda foi de 47,2%, ou seja, 17 casos a menos. Antes foram registrados 36, contra 19 casos neste ano.

Polícia mais ativa

Os resultados das ações das polícias na região de São José do Rio Preto se refletem nas estatísticas de produtividade. Houve aumento significativo no número de prisões realizadas. 

Comparando os números de abril de 2011 a março de 2012 e de abril de 2012 a março de 2013, o aumento foi de 18,09%, ou seja, 1.438 registros. No período anterior foram realizadas 7.950 prisões, contra 9.388. 

De janeiro a março de 2012, foram efetuadas 2.199 prisões. No mesmo período deste ano foram 2.625 - o que representa um aumento de 426 casos, ou 19,37%.

Os flagrantes de tráfico de entorpecentes cresceram 19,44% entre abril de 2011 a março de 2012 e abril de 2012 a março de 2013. O aumento foi de 521 casos, eram 2.680 e passaram para 3.201. 

Nas comparações de janeiro a março deste ano com iguais meses de 2012, os casos subiram 17,74%. Passou de 744 para 876 - 132 casos a mais.