quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Batalhão da Guarda Presidencial comemora 190 anos de criação

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

No dia 26 de julho, o Batalhão da Guarda Presidencial (BGP) comemorou 190 anos de criação. Oriundo da Imperial Guarda de Honra e do Batalhão do Imperador Dom Pedro I, o quartel foi transferido do Rio de Janeiro, onde era conhecido como Batalhão de Guarda, para a cidade de Brasília em 1960.

O BGP traz, do passado, o legado de realizar o cerimonial militar da Presidência da República e a segurança dos palácios presidenciais. Hoje, realiza também o cerimonial do Exército, guardas de honra para Chefes de Estado, embaixadores e autoridades militares estrangeiras e escolta de dignitários com seu Pelotão de Escolta Presidencial, além da apresentação da ordem unida sem comando dos Granadeiros, uma tradição da Infantaria dos tempos da Independência do Brasil.

O Batalhão ainda realiza Operações de Garantia da Lei e da Ordem no Distrito Federal e é responsável pela segurança das principais instalações do governo e do Comando do Exército, por meio da Companhia de Choque, mantendo as tradições sem descuidar da evolução. 

Nesses 190 anos de existência, o BGP, que teve como ex-integrante, o Marechal Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, Patrono do Exército Brasileiro, participou de diversos episódios da história do País. 

O evento contou com a presença do Comandante do Exercito, General de Exército Enzo Martins Peri, de oficiais-generais integrantes do Alto-Comando do Exército, de oficiais-generais e de convidados civis e militares.