quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Primeira sessão ordinária da Câmara Municipal tem 52 indicações

Renan Contrera

A primeira sessão ordinária da Câmara Municipal de Tanabi teve 52 indicações dos vereadores ao Executivo. A sessão terminou por volta das 23h55, isso porque nem todos os vereadores usaram a tribuna para a explicações pessoais.

Na primeira Sessão Ordinária a Câmara contou
com a presença de vários tanabienses
Na pauta do dia a primeira sessão ordinária realizada na segunda feira, 06 teve além das leituras de atas, ofícios e comunicados teve 04 projeto de lei, 01 projeto de resolução, 05 requerimentos e 52 indicações. Nas indicações os vereadores pedem que seja oficializado ao Executivo troca de mata burros, show gospel, construção de monumento fazendo referencia ao nome da Praça da Bíblia localizada no Bairro Nova Tanabi, manutenção de estradas rurais.

Já nos 05 requerimentos os vereadores pediram informações ao Executivo, como do vereador Alexandre Bertolini que pede uma memorial descritivo das obras que estão sendo realizadas no Anel Viário que liga a Vininal Izidoro Saran à Usina Guarani.

Em outro requerimento o vereador Osmar do Nascimento pede informações sobre as multas aplicadas na cidade, os valores e da empresa que gerencia este tipo de serviço junto ao sistema do Estado. Nos anos anteriores a questão de multas foi bastante discutida pelo Legislativo tanabiense.

O Presidente, Marcos Paulo Mazza em um requerimento pedi informações sobre o telefone corporativo uso pelo prefeito e pelos secretários. Mazza em um dos seus primeiros atos como presidente foi cortar o telefone corporativo que ficava a disposição do presidente.

E o Fabricio Missena também por meio de requerimento solicita informações de quando será pago o bônus do professor referente à nota do IDEB. Mas vale ressaltar que quem deveria ter pagado é administração passada. 
Fabricio Missena enviou requerimento perguntando
sobre o bônus dos professores

Projetos
Foi enviado pelo poder Executivo projeto de lei para criação de cargos e secretarias, que receberam entre R$2.000,00 à R$4.000,00. 

O presidente da Casa de Lei enviou um projeto para a criação do cargo de assessor parlamentar.
Em outro projeto do Executivo pede mudança de redação da lei 2.216/2019 onde altera o salario e a nomeação do diretor de transito.

O projeto de 02/2017 sobre o auxilio desportivo amador, mas o mesmo foi enviado sem impacto financeiro que irá gerar na municipalidade.


Todos os projetos foram lidos e encaminhados para as comissões.