quarta-feira, 15 de agosto de 2012

ÁGATA 5 - Militares de Infantaria de Santa Maria e Florianópolis fazem segurança de Base Desdobrada

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

Fotos: Agencia Força Aérea/Sgt Johnson Barros 

As aeronaves que atuam a partir de Maringá (PR) e toda a estrutura que foi montada na cidade estão sendo protegidas por militares de Infantaria da Força Aérea Brasileira. Eles integram a célula de segurança e defesa da Base Aérea Desdobrada e atuam 24 horas por dia. Essa missão é cumprida por militares dos Batalhões de Infantaria de Santa Maria (RS) e Florianópolis (SC).
Além da segurança estática das instalações e aeronaves, os grupos de combate também acompanham as inspeções da aviação civil, realizadas em conjunto pela FAB e pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Os militares também estão preparados para atuar empregar medidas de controle em solo no caso de uma aeronave interceptada por Caças da Aeronáutica ser forçada a pouso.
“Estamos de prontidão para o caso de um acionamento”, destaca o Capitão de Infantaria Márcio Simões Pereira Campos, integrante do BINFA de Florianópolis. Ele lembra que caso isso ocorra, os militares serão transportados em um Helicóptero H1-H, do Segundo Esquadrão do Décimo Grupo de Aviação (2º/10º GAv – Pelicano).
“Nossa expectativas para a Ágata são as melhores possíveis, de combater o narcotráfico e proteger as nossas fronteiras já que as Forças Armadas existem para isso, para somar e garantir nossa soberania”, destaca o militar do BINFA do Florianópolis, Cabo Eduardo Zen Campesatto.

Fonte: Agência Força Aérea