sexta-feira, 29 de março de 2013

Demonstração em Brasília marca despedida do T-27 Tucano

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
                                                                      Foto: Renan Contrera
O T-27 quando esteve em nossa região em 2012

Tudo pronto para a despedida. No domingo (31/3), o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), mais conhecido como Esquadrilha da Fumaça, vai aposentar a aeronave T-27 Tucano. O cenário da última apresentação será o Lago Paranoá, entre o Pontão e o Pier 21, em Brasília. O show aéreo ocorre a partir das 16 horas.

“Esperamos que bastante gente prestigie essa demonstração. Estamos contentes que essa apresentação ocorra na capital federal e para nós é um motivo de orgulho. Além do show, propriamente dito, é um momento histórico para a Esquadrilha da Fumaça e para a Força Aérea Brasileira, pois estamos realizando a última demonstração com a aeronave T-27 Tucano, que por 30 anos fez mais de duas mil demonstrações em todo o Brasil e em vários países do mundo”, explica o comandante da Fumaça, Tenente-Coronel Aviador Marcelo Gobett Cardoso. “O display de demonstração não teve alteração. O público pode esperar, então, manobras de bastante efeito, principalmente as que envolvem o voo invertido, característica principal da Esquadrilha”, adianta o líder da Fumaça.
A-29 Com a despedida do T- 27, a Esquadrilha da Fumaça passará a empregar o A-29 Super Tucano, que garantirá mais potência na realização das acrobacias. A aeronave com a nova pintura baseada nas cores da bandeira nacional foi apresentada no final do ano passado na Academia da Força Aérea (AFA). Mas o antigo avião já começa a deixar saudades.
 “O T- 27 é uma aeronave excepcional para o fim que se destina, que é a instrução aérea avançada e também para a demonstração aérea. Trata-se de um avião muito versátil, leve, simples para operar, e para nós já é motivo de saudade”, analisa o Tenente-Coronel Gobett. Saiba mais sobre as principais diferenças entre o T-27 e o A 29.
A partir de 1º de abril, as demonstrações da Esquadrilha da Fumaça ficarão suspensas. As atividades serão retomadas após o término do treinamento nas novas aeronaves A-29 Super Tucano.
“Por ocasião da desativação do T-27 Tucano na Esquadrilha da Fumaça a partir do dia 1 de abril nós suspenderemos as apresentações até que o programa de implantação operacional da aeronave A-29 Super Tucano esteja totalmente concluído no esquadrão. Esperamos que até o final do ano possamos, quem sabe, fazer a primeira demonstração”, prevê o comandante da Esquadrilha.



Fonte: Agência Força Aérea

quinta-feira, 21 de março de 2013

Guiana Inglesa é a próxima parada internacional da Esquadrilha

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Foto: Andreza Amaral 

Demonstração da Fumaça de 2012Depois do Uruguai, o próximo destino internacional do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) é a Guiana Inglesa. A capital Georgetown recebe a demonstração da Esquadrilha da Fumaça no próximo domingo (24/03), a partir das 16h, no Aeroporto Cheddi Jagan. O evento é em comemoração ao centenário da aviação civil do país. No dia seguinte (25), dois T-27 Tucano estarão em exposição no evento Portões Abertos no Aeroporto de Ogle. 
A equipe composta por 43 militares, entre pilotos, mecânicos e equipe de apoio, participou do briefing sobre a missão na quarta-feira (20), onde foram abordadas informações como meteorologia, deslocamentos, demonstrações, cuidados com saúde, dentre outros assuntos.
Serão oito aeronaves T-27 Tucano e um C-130 Hércules do Esquadrão Gordo (1º/1ºGT) da Base Aérea do Galeão (BAGL). Este avião transporta a equipe de apoio e equipamentos de manutenção. Segundo o Suboficial Robson Bortholin, encarregado da manutenção do EDA, o material inclui inclusive motor, hélice, além dos suprimentos de mecânica. 

As apresentações da Esquadrilha da Fumaça no exterior representam o Brasil e a Força Aérea Brasileira, além de contribuir para a integração entre os segmentos civil e militar ligados à atividade aeronáutica.


Fonte: EDA

quinta-feira, 7 de março de 2013

Rio Preto vai ganhar um posto do Grupo de Atendimento e Resgate às Urgências (Grau)

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

Rio Preto vai ganhar um posto do Grupo de Atendimento e Resgate às Urgências (Grau), serviço considerado a “tropa de elite” do resgate médico no Estado de São Paulo. A previsão é de que o grupo comece a trabalhar no segundo semestre desse ano. O Grau vai funcionar com onze enfermeiros e dez médicos, entre eles cirurgiões intensivistas e anestesistas. Os profissionais serão treinados para agir no atendimento de pessoas em estado grave, como vítimas de atropelamento, quedas e em catástrofes.           Foto:Pierre Duarte 


Os profissionais vão trabalhar em parceira com o helicóptero Águia, da Polícia Militar, e serão acionados pelo 193, Central de Operações do Corpo de Bombeiros (Cobom), cabendo ao médico regulador, a partir das informações recebidas e após o despacho da viatura adequada, monitorar e orientar os profissionais no local além de indicar o melhor recurso para cada tipo de atendimento. 

Além do deslocamento aéreo, os profissionais terão uma Unidade de Suporte Avançado (USA), que pode ser utilizada como Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Móvel e ambulâncias de suporte básico. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, serão 55 ambulâncias distribuídas em 11 bases. Ainda não foi definida a quantidade unidade de suporte básico para cada base. 

De acordo com o médico cirurgião Ricardo Galesso, supervisor de treinamento do Grau, o grande ganho da equipe é a agilidade por meio do transporte aéreo e a possibilidade de cirurgias no local da emergência. “Teremos a presença de médico e enfermeiro no local do acidente, o que permite realizar procedimentos e ministrar medicamentos na hora. Muitas vezes se fizermos isso no local do acidente é um grande ganho”, disse. 

Para o coronel Azor Lopes da Silva Júnior, comandante do CPI-5 (Comando de Policiamento do Interior), é importante esse tipo de serviço em parceria com a PM para agilizar o atendimento com apoio do helicóptero Águia. “É mais um serviço de utilidade pública que a PM estará prestando. Em São Paulo e Campinas esse modelo funciona muito bem, portanto será muito útil aos cidadãos do interior”, afirmou. 

O investimento do governo de Estado será de R$ 34,7 milhões nos municípios de Rio Preto, Bauru, Araçatuba, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Presidente Prudente, Praia Grande, Sorocaba e Piracicaba. Em Rio Preto, serão gastos cerca de R$ 600 mil em aquisição de viaturas, entre elas de suporte avançado, e a aquisição de equipamentos. 

Referência em São Paulo 

O Grupo de Atendimento e Resgate às Urgências (Grau) é referência no serviço de atendimento a vítimas de acidentes ou violência em São Paulo. São cinco bases na capital. Os profissionais do serviço estiveram presentes em tragédias históricas, como a explosão do Osasco Plaza Shopping (1996), quedas das aeronaves da TAM (1996), Gol (2006) e a dos Mamonas Assassinas (1996), além das enchentes que atingiram Santa Catarina (2008), São Luiz do Paraitinga, no interior paulista (2010) e Alagoas (2010). 

A equipe do Grau passa por diferentes treinamentos, como negociação em sequestros e balística. Levantamento feito pelo serviço revela que 80% das cerca de mil vítimas encaminhadas pelo serviço ao Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP sobreviveram e tiveram altas. 




Fonte: Diario da Região via Aviação na Web 

Esquadrão de Demonstração Aérea inicia demonstrações de 2013 em três estados diferentes

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Fotos: Sgt Cardoso/EDA 
Demonstração em Ouro Fino-MG

As primeiras apresentações no ano do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) foram marcadas pela emoção dos espectadores e da equipe da Fumaça. O público de cidades de três estados diferentes acompanhou a estreia de três pilotos do EDA.
A primeira demonstração aconteceu no dia primeiro de março na cidade de Nova Andradina (MS) em um evento cívico da cidade. Já as estreias dos pilotos recém-chegados ao EDA começaram no dia dois de março, em Ouro Fino (MG), com o Tenente Thiago Romeiro Capuchinho. “A primeira demonstração, naturalmente, já possui uma importância ímpar para qualquer piloto estreante. O fato de ter ocorrido no meu estado natal, sobretudo em Ouro Fino, cidade onde eu passava no retorno à minha casa, na época em que eu era cadete da Academia da Força Aérea (AFA), é mais emocionante ainda”, salientou o novo número 2 do EDA. No dia da apresentação no estado mineiro, a costureira Janaina Barbosa elogiou: “Foi muito bom o espetáculo. Eu adorei o voo de dorso das aeronaves”.
Veja o publico presente na demonstração da Fumaça em Itu-SP
No dia seguinte, 3 de março, os pilotos estreantes foram o Capitão Ubirajara Pereira Costa Júnior, número 3, e o Capitão Daniel Garcia Pereira, número 6, em uma demonstração que encerrou a programação de aniversário de 403 anos da cidade de Itu. O Capitão Costa comentou a emoção do momento. “Foi extremamente gratificante poder representar bem o EDA para muitos espectadores e fazer parte, definitivamente, da equipe da Fumaça”, afirmou. E o Capitão Garcia também ressaltou: “foi um sonho que se tornou realidade voar com a equipe da Esquadrilha”. Após assistir à apresentação na cidade de Itu (SP), o estudante Hugo Henrique Vieira, de 17 anos, revelou seu fascínio com a Fumaça. “Quase chorei na hora do coração. É inexplicável ver as manobras”, afirmou.


Fonte: EDA

Paraná e Santa Catarina recebem o Esquadrão de Demonstração Aérea

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


A Esquadrilha da Fumaça fará demonstrações em três cidades do Paraná e uma de Santa Catarina entre os dias sete e dez de março. Pela primeira vez, o município de Nova Santa Rosa (PR) vai receber a Fumaça. A apresentação será em um evento cívico nesta quinta-feira (07/03), a partir das 17h, no espaço aéreo sobre o Seminário Santo Américo.
                                                    Fotos: Leandro Mira 
Logo após, no dia oito de março, a população de Santa Helena (PR) poderá acompanhar as manobras do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA). A apresentação faz parte das comemorações da cidade para o Dia Internacional da Mulher e será realizada no Balneário do município às 17h.
Na sequência, São Miguel do Oeste (SC) é o destino seguinte da Esquadrilha. A demonstração acontece no dia nove de março, às 17h, no Estádio Padre Aurélio Canzi, no evento chamado “Motocão”, tradicional encontro de motociclistas. 
A última apresentação acontece no “Domingo Aéreo do Aeroclube do Paraná”, em Curitiba, no dia 10/03, às 15h30. Todas as apresentações têm entrada gratuita.


Fonte: EDA

Aeronave A-1 modernizada pousa pela primeira vez na Base Aérea de Santa Cruz

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
                                                                            Foto: Ten Perdoná 

Um dos protótipos da aeronave A-1 modernizada (A-1M) pousou pela primeira vez na Base Aérea de Santa Cruz (BASC) na última segunda-feira (04/03), onde fará testes no seu sistema de armamento. Os equipamentos de última geração instalados no avião devem proporcionar um ganho operacional na precisão dos sistemas de navegação, ataque e comunicação criptografada.
A entrega do primeiro A-1M para a Força Aérea Brasileira está prevista para abril deste ano. O Esquadrão Adelphi (1º/16º Grupo de Aviação) da BASC será o primeiro a receber a aeronave. Enquanto isso, seus militares se prepararam em cursos ministrados em São José dos Campos (SP) pela EMBRAER.


Fonte: 1°/16° GAVCA

Esquadrão Adelphi realiza primeira missão de treinamento de interceptação

Renan Contrera
renacontrera@hotmail.com
Foto:1º/16º GAVCA 

O Esquadrão Adelphi (1º/16º Grupo de Aviação), sediado na Base Aérea de Santa Cruz (BASC), realizou o primeiro voo de treinamento de interceptação na terça-feira (05/03). Especializada em missões de ataque ao solo, a unidade aérea poderá, eventualmente, cumprir missões de policiamento do espaço aéreo.
A nova missão inserida na operacionalidade das unidades aéreas que operam a aeronave A-1 será empregada, quando necessária, para defesa aérea em eventos nacionais de grande vulto, como a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Ou, a critério do Comando de Defesa Aeroespacial Brasileiro - COMDABRA.


Fonte: 1°/16° GAVCA

FAB recebe último F-5EM modernizado do primeiro lote

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
                                                                     Fotos: COPAC 

Pousou hoje na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, a última aeronave do primeiro lote de caças F-5 da Força Aérea Brasileira modernizados pela Embraer. Ao todo, 46 aviões receberam novos sistemas eletrônicos, um radar multimodo e capacidade de utilizar armamentos mais modernos, entre outras melhorias. 
Os F-5 são utilizados por Esquadrões de Caça baseados no Rio de Janeiro (RJ), Manaus (AM) e Canoas (RS). Já foi assinado o contrato para modernização de um segundo lote de onze aviões.


Fonte: Agência Força Aérea

sexta-feira, 1 de março de 2013

Presidenta Dilma Rousseff inaugura Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas em Itaguaí

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com

Presidenta Dilma Rousseff (C) entre autoridades
 na inauguração da UFEM


Em cerimônia presidida pela Presidenta da República, Dilma Rousseff, a Marinha do Brasil inaugurou nesta sexta-feira, 1º de março, a Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas (UFEM), cuja construção foi iniciada em 2010. A UFEM representa um marco de capital importância no Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB).

Estiveram presentes na solenidade o Ministro de Estado da Defesa, Embaixador Celso Amorim, Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marco Antonio Raupp, o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, o Vice-Governador do Estado do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, o Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, o Comandante do Exército, General Enzo Martins Peri, e o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro-do-Ar Juniti Saito, além de diversas autoridades civis e militares.

Ao chegar a Itaguaí, a Presidenta Dilma falou com operários do complexo e acompanhou uma apresentação, em meio ao canteiro de obras, sobre as instalações que serão construídas e em que estágio da construção se encontram. Na solenidade, a Presidenta descerrou a placa comemorativa de inauguração da UFEM, recebeu uma maquete da infraestrutura das mãos do Comandante da Marinha e assistiu ao descerramento da seção de qualificação do casco externo do submarino construída pela NUCLEP.

- Acredito que podemos afirmar, com orgulho, que o PROSUB é uma realidade. É importante a fase em que se projeta, se cria, se planeja uma obra e iniciativa como essa. Mas é um grande desafio para todos aqui presentes ter realizado e ter dado este passo importante com a UFEM – afirmou a Presidenta em seu discurso.

O Ministro Celso Amorim ressaltou que aquele era um momento em que o Brasil afirmava a importância da defesa dos recursos da Amazônia Azul.

- Para mim, é muito importante o país assegurar sua defesa; não pode depender dos outros. O que vemos aqui hoje é um passo para adquirir a tecnologia para no futuro poder fazer este submarino de uma forma totalmente independente. Ao mesmo tempo em que estamos trabalhando para a defesa do país, também trabalhamos pela indústria, pelos empregos criados, pela tecnologia e pela ciência – destacou o Ministro.

Já o Comandante da Marinha afirmou a importância estratégica do submarino de propulsão nuclear para o país, por ser uma arma com grande poder de dissuasão.

- A política externa do Brasil é uma política defensiva, que requer termos armamentos que façam com que outros países não tentem nos ameaçar. E o submarino é a arma por excelência, porque fica oculto, debaixo d’água, ninguém sabe onde está. E o submarino de propulsão nuclear é ainda mais forte neste critério, porque como tem muita velocidade, e não precisa vir à superfície para recarregar baterias, pode estar em qualquer lugar da Amazônia Azul - ressaltou.

A UFEM instalará as estruturas, equipamentos e componentes internos nas seções do casco externo dos submarinos fabricadas na NUCLEP. Em seguida, estas seções, já equipadas, serão deslocadas ao estaleiro, onde será executado o acabamento final e a união das seções, prontificando-se o submarino, que será, então, submetido às provas de cais e de mar. A construção da UFEM, do estaleiro e da base naval em Itaguaí está orçada em R$ 7,8 bilhões, com desembolsos até 2017.
O PROSUB prevê a fabricação de cinco submarinos, sendo quatro deles convencionais, isto é, dotados de propulsão diesel-elétrica, e um com propulsão nuclear. O primeiro dos quatro submarinos convencionais será entregue para operação em 2017, enquanto o primeiro com propulsão nuclear entrará em operação em 2025. A construção e operação de um submarino com propulsão nuclear são dominadas por poucos países. Atualmente, apenas China, Estados Unidos da América, França, Inglaterra e Rússia detêm esse domínio tecnológico. Com o PROSUB, o Brasil passará a integrar esse seleto grupo.

Centro de Lançamento prepara Operação Barreira IX

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com


O Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Natal (RN) prepara a Operação Barreira IX que será realizada no período de 11 a 15 de março de 2013. O lançamento do Foguete de Treinamento Básico (FTB) está previsto para às 15 horas do dia 13.  A duração do voo, que compreende o tempo da decolagem até o impacto, está estimada em 2 minutos e 45 segundos, com apogeu e alcance aproximados de 32 e 17 km, respectivamente.
A operação tem o objetivo de lançar e rastrear o foguete com carga útil tecnológica e sem carga útil científica com a finalidade de manter o treinamento operacional da instituição. O lançamento vai possibilitar ainda a obtenção de dados para qualificação e certificação do foguete, cumprindo as atividades previstas no Programa Nacional de Atividades Espaciais (PNAE).
Barreira IX envolve direta e indiretamente 450 servidores, incluindo civis e militares. Além do CLBI, participam desta operação Agência Espacial Brasileira (AEB), Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III), Instituto de Fomento Industrial (IFI), 3º Distrito Naval, Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) e AVIBRAS.
Programa escolar-  O lançamento do Foguete de Treinamento Básico será acompanhado por cerca de 100 professores do Rio Grande do Norte de ensino fundamental e médio das redes pública e privada. Eles participam do programa AEB Escola desenvolvido pela Agência Espacial Brasileira (AEB). A 5ª edição do Escola do Espaço – Astronomia e Astronáutica, será realizada no período de 11 a 15 de março de 2013, no CLBI.  O curso vai capacitar os profissionais para trabalhar em sala de aula sobre a temática. Estão programadas também atividades de observação noturna e oficinas.
As inscrições das instituições parceiras serão realizadas através da Secretaria Estadual de Educação do Rio Grande do Norte, das Secretarias Municipais de Parnamirim, Natal e Nisia Floresta. O professor deverá realizar a inscrição através de códigos disponibilizados pelas Secretarias de Educação. As inscrições reservadas para instituições de ensino particular deverão ser realizadas diretamente no site da aeb: www.aebescola.aeb.gov.br.  O período de inscrição no site com o código de acesso será de 25/02 a 03/03.


Fonte: CLBI/Agência Força Aérea

Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo utiliza Xavante durante curso

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
Fotos: Carlos Santos 

Quem mora perto do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP), provavelmente percebeu um ruído diferente na manhã desta quinta-feira (28/02). Nas próximas três semanas, alunos e instrutores do Instituto de Pesquisa em Voo (IPEV), subordinado ao DCTA, estarão envolvidos na calibração anemométrica, atividade que inclui voos rasantes com a aeronave Xavante. A atividade faz parte da grade curricular do Curso de Ensaios em Voo do IPEV.
Nessa etapa do curso, é realizado um conjunto de testes nos sensores da aeronave para verificar se estão em pleno funcionamento. Assim, os pilotos fazem passagens com variadas velocidades e altitudes. Neste momento, os instrutores da própria aeronave verificam fatores como angulagem, pressão, temperatura, velocidade e altura. Em solo, estão engenheiros e instrumentadores fazendo as mesmas medições e comparando, em tempo real, os dados obtidos a partir da aeronave. Quando há discrepância, é sinal de que os equipamentos da aeronave precisam ser calibrados.
Durante o teste foram realizadas 12 passagens, sem pouso, entre 7h30 e 9h. De acordo com o Capitão Diogo Castilho, copiloto da aeronave, estes testes precisam ser realizados sempre no início da manhã, devido às condições climáticas. Nesta hora há menos turbulência e ventos fortes. "As aulas do Curso de Ensaios em Voo iniciaram há três semanas, mas a calibração é que vai fornecer os pilares de conhecimento que serão utilizados até o final do curso", explica o aviador.
Cap Castilho e Cel Silva alguns dos pilotos da missão  
Curso de Ensaios em Voo 
O Curso tem duração de, aproximadamente, onze meses, e as modalidades de asa rotativa (helicóptero) e asa fixa (avião) são intercaladas a cada ano. Neste ano o curso é de asa fixa, e é por isso que está sendo utilizado o Xavante - o IPEV, inclusive, é a única organização da FAB que voa com esta aeronave. Os profissionais especialistas em ensaios em voo estão envolvidos nas aquisições e modernizações de aeronaves, além de serem responsáveis pelos sistemas embarcados - que podem ser desde um instrumento de navegação até um armamento. Apenas seis instituições, no mundo, formam este tipo de mão de obra e a única que está no hemisfério sul é o IPEV.


Fonte: ACS/DCTA

Primeiras demonstrações da Esquadrilha da Fumaça no ano marcam estreia de pilotos

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com
                                                                    Fotos: SO Waldemar Prieto Junior 

Três cidades de diferentes estados do Brasil irão receber o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA) em suas primeiras apresentações deste ano: Nova Andradina (MS), Ouro Fino (MG) e Itu (SP). O retorno das demonstrações traz a estreia dos aviadores recém-formados no Curso de Piloto de Demonstração Aérea da Esquadrilha. Em Itu, os Capitães Ubirajara Pereira Costa Júnior e Daniel Garcia Pereiraos irão se apresentar pela primeira vez. O Tenente Thiago Romeiro Capuchinho fará sua estreia em Ouro Fino.
Situada na região centro-oeste do país, a população de Nova Andradina poderá assistir às manobras da Fumaça no dia 1º de março, às 16h30, na Praça Geraldo Mattos Lima. No dia seguinte, o EDA faz apresentação no município de Ouro Fino, distante 459 km da capital mineira. A demonstração, que faz parte das comemorações dos 264 anos da cidade, acontece no dia 2 de março, às 15h, na Avenida Raul Apocalypse. O Tenente Capuchinho comentou sobre sua expectativa para a estreia: “é muito agradável, pois a primeira demonstração marca o início da minha parcela de contribuição para o cumprimento da missão institucional do EDA, que é representar a Força Aérea Brasileira”.
No dia 3 de março, a população de Itu, no interior de São Paulo, irá acompanhar as acrobacias do EDA. A apresentação fará parte da abertura do Campeonato Paulista de Kart, no kartódromo da cidade, e irá encerrar a programação do aniversário de 403 anos da cidade. “Estou muito feliz em poder estrear, definitivamente, como Ala Esquerda do EDA. Para mim, é motivo de muita alegria fazer parte desta equipe”, afirma o Capitão Costa. O Capitão Garcia também comentou sobre sua estreia: “será a melhor possível, pois o momento é o coroamento de quatro meses de esforço e muita expectativa”.


Fonte: EDA