sábado, 27 de junho de 2015

Operação Direção Segura é realizada em Tanabi

Renan Contrera
renancontrera@hotmail.com.br
Fotos: Renan Contrera
Toda uma estrutura foi montada no local da operação
Na noite de ontem sexta-feira, 26 de junho em Tanabi e algumas cidades da região esta sendo realizada a Operação Direção Segura. Vários órgãos do Estado de São Paulo estão envolvidos nesta operação. Que de modo preventivo para evitar acidentes com condutores embriagados.



A Operação Direção Segura conta com a participação do Detran.SP, Policia Civil, Policia Militar, Policia Técnico-Cientifica, Corpo de Bombeiros, G.O.E (Grupo de Operações Especiais da Policia Civil). Toda uma estrutura foi montada no local da operação com Base Móvel do Detran, Delegacia Móvel com Delegado, Perito e Medico Legista, Unidade de Resgate.

“Essa operação esta virando uma constante na Secretaria de Segurança, a gente visa proteger a vida que é o maior bem do cidadão e a pessoa dirigir embriagada obviamente representa um perigo para a população, então para evitar que alguma coisa de mais grave aconteça à gente procura coibir o mau pela raiz, então a gente antecipa justamente pra evitar”, disse o Delegado Renato Pupo, que estava de plantão no local da operação.

Delegado Renato Pupo que
estava de plantão no local
Com a nova Lei Seca, conhecida pela “tolerância zero” que foi sancionada em 20 de dezembro de 2012 houve umas mudanças sobre a resolução 432 do Conselho Nacional de Transito. “Primeiro a pessoa é submetido ao exame de etilômetro, mas conhecido como bafômetro ela não é obrigado a fazê-lo, mas normalmente faz se atingi mais de 0,3 miligramas de álcool ar expelido, então o pessoal da Policia Militar que ai já é considerado ato de infração penal e caminha pra gente (Policia Civil), a pessoa tem a opção de fazer o exame de sangue e aguarda o resultado, se não fazer o exame de sangue ele é de imediato submetido a um exame clinico que é feito por um medico legista que participa da operação e se o medico constata que a sua capacidade psicomotora comprometida, colocando a população em risco ele pode ser atuado em flagrante”, comentou o Delegado Renato Pupo.

Multa e Prisão
Se a pessoa for pegar com 0,05 miligramas a 0,33 miligramas multa de R$1.915,40 e suspenção do direito de dirigir por 12 meses (sete pontos na CNH – infração gravíssima).

A partir de 0,34 miligramas multa de R$1.915,40 suspenção do direito de dirigir por 12 meses (sete pontos na CNH – infração gravíssima), além de processo por crime de trânsito, que pode levar à pena de seis meses a três anos de prisão. Se o condutor voltar a cometer a infração no período de 12 meses, a multa será dobrada.

Ate o fechamento desta reportagem não foi divulgado pelas autoridades os números da operação.